O cinema em São Luís do Maranhão

O cinema sempre ativa a curiosidade dos espectadores quando uma nova produção está para ser lançada. O mesmo acontece com pesquisadores na academia. Exemplo disso é o professor Marcos Matos, da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), do campus de Imperatriz, que desenvolveu a pesquisa de doutorado chamada Ecos da Modernidade: uma análise do discurso sobre o cinema ambulante em São Luís-MA.

O estudo traz aspectos do período em que o cinema começa a conquistar espaço em cidades do Brasil com o chamado cinema ambulante. Atentos aos avanços tecnológicos, empresários alugavam máquinas vindas diretamente de Paris para a reprodução de filmes e assim conquistar o mercado.

A primeira vista, os filmes seriam o centro da atenção da população que se reunia em salas ou teatros. A reflexão do professor Marcos Matos mostra que, na verdade, os espectadores dos anos 1898 a 1909, tinham a intenção de contemplar com os próprios olhos a modernidade presente nos cinematógrafos.

Graduado em Jornalismo pela UFMA, Marcos Matos atentou sua investigação para como o cinema era representado discursivamente nos jornais da época como um artefato de mídia da modernidade.

Na conversa com apresentador Joel Cardoso, o professor explica ainda que o cinema foi o primeiro grande mídia de massa, funcionando como “janela para o mundo” na qual as pessoas poderiam saber de características de outros países.
Texto Graziela Ferreira

Compatilhe !

Id:3179