Documentário Soldados do Araguaia

Nesta edição do Escurinho do Cinema conheça a história e processo de produção do documentário Soldados do Araguaia, de Belisário Franca. No programa, o professor Joel Cardoso conversa com o co-roteirista da obra Ismael Machado.

O filme é baseado em uma série de reportagens escritas por Ismael para o jornal Diário do Pará, vencedora do Prêmio Vladimir Herzog. Nas reportagens e no documentário, a história é contada a partir das impressões de recrutas do Exército Brasileiro que participaram da Guerrilha do Araguaia, nos anos 1970 no Pará. O conflito foi um dos mais emblemáticos atos de resistência contra a Ditadura Militar, tendo como protagonistas militantes do Partido Comunista do Brasil e camponeses das regiões sul do Pará e, à época, norte de Goiás, atual estado do Tocantins.

Por sua importância histórica, a Guerrilha já foi objeto de muitas obras, por isso, Ismael Machado conta que um dos desafios foi tratar do fato por outros pontos de vista. Para ele, os relatos dos oito ex-soldados é algo inédito no cinema sobre o evento. “Pela primeira vez, se dá voz a esses recrutas, ou seja, você tá contando a Guerrilha não pela ótica dos militantes, dos guerrilheiros, nem pela ótica dos camponeses, nem dos índios”.

Estima-se que durante a Guerrilha do Araguaia, tenha ocorrido a maior mobilização do Exército com mais de 4 mil militares envolvidos na operação que enfrentou de 72 a 78 guerrilheiros e camponeses aliados. A ação das Forças Armadas, no entanto, era capaz de vitimar também seus próprios soldados, como é retratado no documentário Soldados do Araguaia. “Eles passaram por um treinamento extremamente desumano, com torturas, com crucificações, com uma série de coisas. Há soldado que perdeu o testículo, há soldado que teve que assistir o pai sendo torturado, enfim, coisas absurdas no sentido de desumanizar essas pessoas”, comenta Ismael Machado.

Durante a entrevista, Ismael aborda sua história com o tema no jornalismo e no cinema, as perspectivas adotadas para o tratamento de imagem e som no filme, além de citar novos projetos em desenvolvimento no campo do audiovisual. Confira o trailer abaixo e conheça mais sobre o documentário Soldados do Araguaia acompanhando o programa Escurinho do Cinema.

Apresentação: Joel Cardoso
Produção e roteiro: Graziela Ferreira
Gravação e montagem: Éder Monteiro

O Escurinho do Cinema vai ar todo sábado, às 17hs.
Horários alternativos: Domingo, às 20hs; terça-feira, às 17hs; e quinta-feira, às 14hs.

Compatilhe !

Id:3919