Frequência Saúde – Depressão

Sabe aquela tristeza que dura um dia inteiro por mais de duas semanas e tira o prazer de realizar atividades corriqueiras, como trabalhar, sair com os amigos ou estar com a família? É bom ficar atento, pois são fortes indícios de depressão.

O transtorno mental que afeta uma em cada quatro pessoas no mundo é o tema do programa Frequência Saúde, dos alunos turma de 2014 de Comunicação Social – Habilitação em Jornalismo da Universidade Federal do Pará.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a depressão é a causa de 30% dos suicídios em todo o mundo. O individualismo é uma das explicações para o crescimento do mal do século. Nas culturas orientais, por exemplo, onde prevalece a coletividade, o índice do transtorno é menor, já que a sociedade passa a apoiar os indivíduos que desenvolvem o problema.

Outro fator que contribui para proliferar a depressão na sociedade é a falta de informação. Uma enquete, que os estudantes realizaram para a produção do programa, mostra que os entrevistados desconhecem os sintomas e as causas do transtorno. “Espírito maligno”, “êxtase do estresse” e um típico efeito de “pessoas que se fecham” foram alguns dos argumentos utilizados para definir o problema.

Para a psicóloga do Ambulatório de Ansiedade e Depressão da UFPA, Aline Bezerra, é preciso levar em conta a frustração que acomete a sociedade moderna, já que o excesso de atividades e a cobrança para cumprir várias tarefas com eficiência acaba atormentando os indivíduos quando não atingem as metas. “Essa rotina toda acaba desgastando e exigindo muito. E aí a gente se deprime por não dar conta de fazer tudo”.

O Frequência Saúde sobre depressão vai ao ar nos seguintes dias e horários:
•Quarta-feira 08/11 – 13h e 22h;
•Sexta-feira 10/11 – 13h
•Sábado 11/1 – 09h

Compatilhe !

Id:2722