Empoderamento e fortalecimento da mulher amazônica

Segundo o Instituto Maria da Penha, a cada 7.2 segundos uma mulher é agredida fisicamente no Brasil.

Apesar de todas as iniciativas e ações para o fim dessa realidade, a violência persiste no país.

Medo do agressor, insegurança, dependência financeira e falta de informação são fatores decisivos para que a mulher não denuncie e se submeta ao relacionamento opressivo e violento.

Pensando na dificuldade que essas mulheres enfrentam diariamente, um trabalho da Faculdade de Enfermagem da UFPA esta auxiliando e informando a população sobre esse problema social.

“Quando a gente informa a mulher de seus direitos, das suas perspectivas de vida, provavelmente vai haver uma mudança na sua história”, comenta a coordenadora do projeto Vera Lúcia.

Desde 2012, o projeto de extensão “Empoderamento e Fortalecimento da Mulher Amazônica frente à Violência Doméstica e Intrafamiliar” realiza palestras e ações afirmativas para alunos, funcionários e, também, para a comunidade externa à UFPA.

“Participar do programa oferece uma vasta oportunidade. Primeiro eu passei pela pesquisa, onde você acaba se aprofundando, conhecendo mais sobre o problema na sociedade e agora como bolsista de extensão, possibilita levar para a comunidade um pouco do que adquiri no ensino e na pesquisa de forma mais efetiva”, afirma o estudante de enfermagem e bolsista do projeto Victor Paixão.

Para conhecer mais sobre o projeto, não perca esta edição do UFPA Comunidade!

Apresentação: Fabrício Queiroz
Produção: Giullia Moreira
Gravação e montagem: João Nilo
Supervisão e edição: Elissandra Batista e Fabrício Queiroz

O programa vai ao ar todas as sextas-feiras, às 10h e 21h.
Horários alternativos: domingo, às 15h / terça-feira, às 15h.

 

Compatilhe !

Id:3467