TransformaDor: parir com amor, sem violência

No programa UFPA Comunidade desta semana, você acompanha a reprise sobre o projeto de extensão “TransformaDor: parir com amor, sem violência”

No ano passado, a ação realizou 10 encontros formativos com as mulheres atendidas na Unidade Municipal de Saúde da Pratinha, 4 reuniões com estudantes da UFPA e 2 reuniões com a equipe técnica da UMS Pratinha.

Além disso, o projeto foi apresentado à residentes do curso de enfermagem obstétrica da UFPA e durante o Fórum Perinatal da Região Metropolitana de Belém. Cerca de 430 pessoas – entre mulheres grávidas e seus acompanhantes, estudantes e profissionais – foram beneficiadas pelo “TransformaDor”.

Este ano a iniciativa continua. Dessa vez, as atividades vão ser centralizadas na Estratégia Saúde da Família- ESF, do bairro da Condor, na capital paraense. “O projeto tem como foco, ações de educação em saúde, na perspectiva dos direitos humanos, visando o empoderamento de mulheres em condição de vulnerabilidade social, para o enfrentamento à violência obstétrica”, explica Edna Barreto, idealizadora e coordenadora do TransformaDor.

Os resultados das ações realizadas em 2016 e as novidades para 2017 vão ser apresentados durante evento, às 15h desta terça-feira, 16 de maio, no auditório do Bloco B do Instituto de Ciências da Educação da UFPA, o ICED, que fica no campus profissional no bairro do Guamá, em Belém.

A programação inclui lançamento de um vídeo institucional com depoimentos de profissionais e mulheres atendidas na UMS Pratinha, além de uma exposição com fotos das atividades em 2016.

E para conhecer e entender melhor a importância desse trabalho da Faculdade de Educação da UFPA, não perca a reprise do UFPA Comunidade sobre o tema.

Além da coordenadora Edna Barreto, participam do programa o assistente social da UMS Pratinha Pedro Júnior e, ainda, a Ana Paula Sobral, uma das grávidas beneficiadas pela iniciativa no ano passado.

Id:535