Crianças e o uso da internet

As crianças estão acessando a internet cada vez mais cedo. O principal motivo é a busca por entretenimento. Antes de aprenderem a ler e a escrever, elas já sabem utilizar smartphones e tablets, assistem vídeos, baixam jogos e navegam no ambiente digital. No entanto, por ainda estarem em processo de desenvolvimento de suas personalidades, a circulação delas neste ambiente requer alguns cuidados. Essa e outras questões são tratadas neste UFPA Debate que tem o tema Crianças e o Uso da Internet.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda que os menores de dois anos não tenham contato com nenhum tipo de tela. Somente a partir dessa idade a televisão pode ser liberada uma hora por dia. Dispositivos como smartphone ou tablets, a partir dos oitos anos e com a supervisão de um adulto. Mas na realidade, esse limite de idade não é respeitado, as atividades e o tempo de acesso poucas vezes é monitorado por adultos.

Para entendermos melhor como o uso da internet impõe novos desafios para a educação dessas crianças, convidamos para o programa: Sônia Teixeira, doutora em Psicologia, professora nos cursos de Pedagogia e Educação Física e no Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGED/UFPA), e coordenadora do Grupo de Estudos e Pesquisas em Teoria Histórico-Cultural e Educação (GEPEHC); e Celita Paes, doutora em Educação, professora da Universidade Federal do Pará no Programa de Pós-Graduação em Currículo e Gestão da escola Básica (PPEB/NEB/UFPA) e coordenadora do Grupo de Estudos e Pesquisa sobre Infâncias e Educação (INFANCE).

De acordo com a Profª Drª Sônia Teixeira, a internet e o computador fazem parte da atual realidade e está presente no dia a dia das pessoas. E a sociedade de forma geral precisa aprender a lidar com esse cenário, no qual também estão inseridas as crianças. A professora ainda acrescenta que é de responsabilidade dos pais e responsáveis a orientação e educação para o uso das tecnologias pelas crianças. Para a Profª Drª Celita Paes, “há uma demanda de superestimulação da criança ou um negligenciamento dessa criança” no que diz respeito ao uso da internet. Para a professora, a internet não pode ser utilizada para suprir lacunas emocionais, mas sim como uma aliada no processo de desenvolvimento infantil.

Para discutir Crianças e o Uso da Internet, contamos ainda nesta edição, com o depoimento de Flávia Pereira, universitária e mãe de duas crianças que desde muito cedo exploram o mundo digital. E também com opinião da pesquisadora Danuta Leão, que tem estudos nas áreas da Comunicação, Consumo, Infância e Marketing.

Ao longo do UFPA Debate é destacado que os usos das tecnologias digitais podem facilitar a o processo de aprendizagem das crianças, mas o acesso a esse ambiente não pode ser ilimitado e sem orientação. Crianças ainda não têm capacidade para gerenciar a barreira entre o que é seguro no ambiente virtual e no ambiente físico, por isso a supervisão dos pais, responsáveis e da sociedade em geral, é considerada fundamental neste processo. O melhor caminho para as crianças que usam a internet é o equilíbrio entre as atividades próprias da infância e o uso das tecnologias para que seu crescimento possa ocorrer de maneira integral.

*O programa sobre as Crianças e o uso da internet foi gravado no estúdio da Rádio Web UFPA antes do período da Pandemia caudada pelo Covid-19 e da suspensão das atividades presenciais na Universidade.

Apresentação: Elissandra Batista
Produção e roteiro: Glenda Duarte
Gravação e montagem: João Nilo e Felipe Rocha
Supervisão e edição: Elissandra Batista e Fabrício Queiroz

O UFPA Debate vai ao ar segunda-feira, às 10h e 21h.
Horários alternativos: Quarta-feira, às 19h; e sábado, às 11h.

Compatilhe !

Id:7541