Projeto Lúdico de Ensino de Ciências e Engenharias – PLECE

O alto índice de criminalidade, a falta de interesse dos estudantes pelas aulas e o intenso uso de aparelhos celulares e outras tecnologias móveis pelos alunos durante a disciplina de Física na Escola de Ensino Fundamental e Médio Nagib Coelho Matni, no bairro do Sideral, fez com que o professor Bruno Ricardo dos Santos, que leciona a disciplina de física há 18 anos e também dá aulas de Engenharia no ensino superior pensasse em novas estratégias para tornar as aulas mais atraentes. Foi a partir destes três fatores que, em meados de 2015, surgiu o Projeto Lúdico de Ensino de Ciências e Engenharias (PLECE). O projeto foi o grande vencedor do concurso cultural “Olho na Escola”, promovido pelo Canal Futura, e também foi selecionado entre os vinte melhores no Norte do Brasil no “Prêmio Respostas para o Amanhã”, uma iniciativa da Samsung.

E para falar sobre as novas abordagens de ensino desenvolvidas na Escola Nagib Coelho Matni, o programa UFPA Ensino desta semana conversa com o Professor de Física e idealizador do PLECE Bruno Ricardo dos Santos e os ex alunos Taís Moraes e Murilo Oliveira.

De acordo com o professor Bruno Ricardo, a participação dos estudantes do curso de Engenharia foi fundamental para a eficiência do projeto. Isso porque a troca de experiências entre os estudantes do ensino superior com os do ensino básico trouxe maior integração entre os alunos e consequentemente, o aumento do interesse pelas aulas de física.

O Projeto Lúdico de Ensino de Ciências e Engenharias consiste na confecção de Objetos Tecnológicos de Aprendizado, ou comumente chamados de brinquedos científicos. São peças elaboradas dentro da sala de aula e que servem como ferramentas práticas para os ensinamentos teóricos da física, fazendo com que os alunos se envolvam com a disciplina a partir da confecção de seus próprios brinquedos e claro, sem deixar os estudos de lado.

Para aplicar o PLECE, o professor Bruno Ricardo utilizou o método sociointeraciosnista, do psicólogo bielo-russo Lev Vygotski (1986 – 1934) que diz que a aprendizagem se dá por meio da interação entre o sujeito e a sociedade em que ele vive. Outro conceito da teoria Vygotskiana é a mediação, na qual diz que todo aprendizado é necessariamente mediado. Daí a importância do ensino e do professor neste processo.

Para a estudante Taís Moraes que cursava o terceiro ano do ensino médio na escola Nagib Matni, a experiência não foi fácil e exigiu bastante dos alunos, mas foi muito interessante e útil para entender a disciplina de física. “Eu particularmente não sou fã de física, mas foi muito bacana”, afirma a estudante.

Já para o estudante Murilo Oliveira, que também o cursava o terceiro ano, o projeto foi importante para que ele voltasse a frequentar a escola.

“Por estar num bairro onde o perigo é constante isso me desmotivava muito de ir pra escola, então a partir do momento que eu cheguei e vi que o professor tinha passado um trabalho que seria pra descobrir meu potencial, como ele falou, eu pensei ‘bora ver no que dá’”, conta Murilo.

Id:300