Curso de braille Leitura tátil: uma prática contextualizada

Curso de braille Leitura tátil: uma prática contextualizada segue com inscrições até o próximo dia 15 de novembro. A iniciativa é da Associação de Discentes com Deficiência (ADD-UFPA). E para nos contar mais dessa proposta, o UFPA Entrevista conversa com os estudantes e membros da ADD, Luana Pereira e Jordan França.

A ideia é oferecer capacitação em leitura e escrita para pessoas com ou sem deficiência visual, tornando, principalmente, a comunidade acadêmica apta a utilizar o braille, e, em caso de necessidade, auxiliar quem depende do sistema para escrita, especialmente, nas salas de aula.

Em 2019, escolas do ensino fundamental receberam, pela primeira vez, no Brasil, livros em versões tinta-braille, o que facilita o processo de ensino-aprendizado nas escolas públicas do país. Antes dessa nova medida, os livros didáticos eram feitos após solicitação da escola, tendo que ser transcritos para o sistema braille, em muitos casos, chegando após o aluno já ter deixado aquele nível de ensino.

“Incluir não é apenas colocar o aluno com deficiência em uma sala de aula regular, vai para além disso, é dar subsídios para esse aluno ter autonomia da mesma forma que os colegas”, afirma Luana. Ela reclama que a medida anterior apresentava diversas falhas, muitas vezes entregando versões divergentes da utilizada em classe, dificultando ainda mais a inclusão destes alunos. “Precisamos que o governo tenha esse olhar mais acessível e políticas efetivas, não só para deficientes visuais, mas para todas as outras deficiências pois cada uma tem suas particularidades”.

Luana e Jordan também destacam a importância das tecnologias assistivas para deficientes visuais, mas ressaltam que a alfabetização em braille ainda é fundamental. “Uma pessoa de exatas vai utilizar muito o sistema em um curso superior. Tem fórmulas que precisam ser representadas em braille porque sintetizador de voz nenhum vai conseguir transmiti-las corretamente” declara Jordan.

As inscrições para o curso de braille “Leitura tátil: uma prática contextualizada” encerram no próximo dia 15 de novembro. Serão duas turmas divididas entre o turno matutino e vespertino. As vagas são limitadas e o curso inicia no dia 18 de novembro de 2019.

Se quiser saber mais sobre o curso, a história e importância do sistema Braille, não perca esta edição do UFPA Entrevista. As inscrições podem ser feitas em www.facebook.com/addufpa/

Apresentação: Elissandra Batista
Produção e roteiro: Thiago Vasconcelos
Gravação e montagem: João Nilo
Supervisão e edição: Elissandra Batista e Fabrício Queiroz

O UFPA Entrevista vai ao ar todas as segundas-feiras e quartas-feiras, às 15h, e nas terças e quintas às 19h.

Compatilhe !

Id:6926