LGBTQI+ têm atendimento psicológico pela Ong Olívia na UFPA

LGBTQI+ têm atendimento psicológico oferecido pela Ong Olívia na UFPA. O assunto é tema desta edição do UFPA Entrevista com o presidente da organização, Gleyson Oliveira e, ainda, com a psicóloga Lyah Santos Corrêa, voluntária do projeto.

A Organização da Livre Identidade e Orientação Sexual do Pará, Ong Olívia, existe há mais de cinco anos e há dois anos atua na UFPA, com aconselhamento jurídico, acompanhamento em casos de LGBTQIfobia e, ainda, com o serviço de testagem para HIV, hepatites virais e sífilis, além de outras orientações para a saúde física da população LGBTQI+.

Atualmente, a ONG também realiza atendimentos psicológicos para quem enfrenta algum problema relacionado a saúde mental. A prioridade nos atendimentos são os alunos da UFPA, mas a comunidade externa também pode procurar o serviço, que conta com 5 profissionais voluntários. Um processo de acolhimento e escuta que ajuda na autoestima e na qualidade de vida. “Muitas pessoas que chegam lá, saem bem mais aliviadas. Isso é perceptível no semblante quando elas saem da sala. Muitos se emocionam bastante”, relata Gleyson Oliveira.

Gleyson destaca ainda que um dos diferenciais do atendimento psicológico na Ong Olivia é o fato do serviço ser prestado especialmente por LGBTQI+. É o caso da psicóloga Lyah Santos Corrêa, mulher transgênero, que, por enfrentar todos os problemas de preconceito e discriminação que atingem a população LGBTQI+, consegue estabelecer um canal de comunicação e entendimento bem melhor com os pacientes.

“Quando a gente fala de população LGBTQI+, a gente pensa ainda em uma população muito demarcada no âmbito da exclusão, da discriminação, dos preconceitos e de que forma isso acaba impactando a vida dessa comunidade na sua inserção nos espaços de sociabilidade, como escola, trabalho e até mesmo dentro da própria família”.

Nesse contexto de violência, dor e sofrimento, Lyah Santos Corrêa ressalta ainda a importância do atendimento psicológico gratuito oferecido pela Ong Olivia para os estudantes LGBTQI+ na UFPA. “Não tem como fechar os olhos e não pensar que quando a gente fala em saúde mental, por exemplo, que é justamente esse canal de diálogo entre as tuas demandas internas e as exigências externas e pensar que você já é visto, quando é visto historicamente como alguém fora desse campo de “normalidade” de fato causa um impacto, principalmente negativo na vida dessas pessoas.”

Os atendimentos psicológicos são realizados na sede da Ong Olívia, localizada nos altos do prédio denominado como Vadião na UFPA. Para realizar o atendimento é necessário um agendamento prévio que pode ser feito pelo número 3201-7285 ou pelas redes sociais da Ong Olívia.

Para mais detalhes sobre o atendimento psicológico e todos os serviços oferecidos pela Ong Olívia na UFPA, não perca esta edição do UFPA Entrevista.

Apresentação: Elissandra Batista
Produção e roteiro: Áurea Garcia
Gravação e montagem: João Nilo
Direção: Elissandra Batista e Fabrício Queiroz

O UFPA Entrevista vai ao ar todas às segundas-feiras e quartas-feiras, às 15h, e nas terças e quintas às 19h.

Compatilhe !

Id:7142