Pró-reitor de Extensão, Nelson de Souza Júnior

No UFPA Entrevista dessa semana, a Rádio Web inicia uma série de programas sobre as metas da Administração Superior. O objetivo da série é explicar sobre o funcionamento, demandas e perspectivas de seções fundamentais para a estrutura da Universidade. Nesta edição, o convidado é o pró-reitor de extensão Nelson de Souza Júnior.

“A extensão é antes de tudo a maneira de nos posicionarmos com a sociedade. Pela extensão, os principais produtos da universidade: formação de recursos humanos e produção de conhecimento e tecnologia passam a estar vinculados a demandas, necessidades e projetos sociais que estão em curso ou que passarão a estar em um tempo mais imediato”.
  Essas são as palavras com que o pró-reitor inicia nossa discussão sobre a extensão, que situa a UFPA em um contexto de crescimento de produção de conhecimento e de tecnologia com o recorte regional amazônico, com todas as suas peculiaridades e dificuldades no século XXI.O pró-reitor Nelson de Souza Júnior conta também que o orçamento disponibilizado para a PROEX no ano de 2017 quase dobrou em relação ao ano passado e isso gerou algumas mudanças no funcionamento do órgão. Uma delas é o fomento a dois novos editais de extensão, que devem ser publicados ainda este ano. O primeiro vai eleger áreas da extensão brasileira: saúde coletiva, direitos fundamentais, trabalho e educação básica e financiar mais 20 projetos, considerados “mais fortes e consolidados” por alguns critérios de seleção; o segundo deve contemplar mais precisamente programas e projetos da área tecnológica.O pró-reitor também discute a reformulação do Multicampi Arte, projeto já existente, que em parceria com o Instituto de Ciências da Arte, leva teatro, dança e música para os campi do interior.
 Ele destaca também como ocorrerá a desvinculação da área de assistência estudantil da competência da PROEX, que a partir de então passa a ser de responsabilidade direta do gabinete da reitoria e também conta sobre a necessidade de se incluir a extensão cada vez mais na grade curricular, como meta para os próximos 4 anos.
Compatilhe !

Id:392