Sandra Duailibe

Sandra Duailibe faz recital para Maria

Sandra Duailibe é a convidada desta edição do UFPA Entrevista. No bate-papo com a jornalista Elissandra Batista, a cantora e compositora fala da carreira marcada por uma indicação ao Grammy Latino. E convida para o recital gratuito em homenagem à Nossa Senhora de Nazaré, nesta quarta-feira, 05, às 18h, na Igreja de Santo Alexandre, no bairro da Cidade Velha, em Belém.

Antes de se dedicar exclusivamente à carreira musical, Sandra Duailibe trabalhou como odontóloga e empresária do ramo de turismo. Foi em 2005 que ela decidiu optar pela música como profissão. E, logo, em 2007, teve a certeza da boa escolha, quando o primeiro álbum denominado “Do princípio ao sem-fim” foi indicado a três prêmios Grammy Latino, como Revelação do Ano, Melhor Álbum do Ano e Melhor Álbum de MPB.

“Ser indicada ao Grammy com o álbum de estreia foi uma emoção muito louca. E isso comprova o quanto saber o que a gente quer, ter uma identidade no canto, no cenário musical brasileiro, como isso pesa positivamente. (…)  E uma das coisas que me fizeram demorar para decidir pela música de forma profissional  foi a questão da certeza do que eu realmente gostaria de cantar. (…) Então, eu canto o que eu quero cantar, para quem eu quero cantar, da forma que eu quero cantar”, destaca a artista.

Com seis CDs e um DVD disponíveis nas plataformas e redes sociais digitais, o trabalho de Sandra Duailibe também é marcado por diversas homenagens às suas principais inspirações no mundo da música, incluindo Roberto Menescal e Nonato Buzar. Eclética e com voz impar, Sandra é reconhecida nacional e internacionalmente por diversas apresentações dentro e fora do País.

No Pará, o trabalho da interprete ganha cada vez mais destaque e popularidade depois de dois clipes exibidos em TV aberta, com as canções “Amores, amores” e “Mãezinha do Céu”. Mas a relação com a cultura paraense se entrelaça com a própria história da cantora que se declara fortemente apaixonada pelo Círio e devota de Nossa Senhora de Nazaré.

“Eu cresci vivendo essa emoção, faz parte da minha vida, outubro é um mês sagrado. Morando ou não em Belém, outubro é o mês deu estar na cidade, entre o povo, entre os romeiros, entre as mangueiras e com a Nossa Senhora. Eu sou uma devota de verdade. A imagem da Santa está comigo nos palcos, nos estúdios. Onde eu vou, eu levo a minha santinha comigo. É a fé, é a crença. É uma relação de intimidade que eu tenho com Nossa Senhora”.

E é nesse ritmo de fé e emoção que Sandra convida para o recital em homenagem à Padroeira dos Paraenses,  nesta quarta-feira, 05, às 18h, na Igreja de Santo Alexandre. Com participação do pianista Robenare Marques e do cantor e compositor Vital Lima, Sandra Duailibe vai mostrar um pouco da sua ecleticidade e o talento também no canto erudito.

“Há muito tempo que eu desejo cantar na Igreja de Santo Alexandre. Pra mim, é um lugar muito sagrado. E aí veio essa oportunidade de fazer esse recital extremamente refinado, quase erudito, em que eu vou apresentar canções que falam de amor, incluindo canções para Maria como ´Mãezinha do céu´, ´Maria de Nazaré´, ´Nossa Senhora´, composição da Fátima Guedes, ´Círios´,  do Vital Lima, ´Como é grande o meu amor por você´, de Roberto e Erasmo Carlos. Vai ser bem bonito! Espero todos na Igreja de Santo Alexandre para essa linda homenagem à Nossa Senhora de Nazaré”.  

Serviço:

Recital em homenagem à Nossa Senhora de Nazaré

Artista: Sandra Duailibe, com a participação de Robenare Marques e Vital Lima

Data: 05.10.2022, às 18h.

Local: Igreja de Santo Alexandre, no bairro da Cidade Velha, em Belém.                              

Foto: Divulgação/Sandra Duailibe

Compatilhe !

Id:11198