Cortejo de 25 anos do Auto do Círio homenageia Maria e a Amazônia

A Escola de Teatro e Dança (ETDUFPA) do Instituto de Ciências da Arte (ICA) da Universidade Federal do Pará (UFPA) através da Diretoria de Arte, Cultura, Esporte e Lazer (DACEL), da Pró-reitora de Extensão (PROEX), apresentará no dia 11 de outubro, às 19 horas, o “Vigésimo Quinto Auto do Círio – Ano 2019”, com o tema Maria, Mãe de Todas as Matas. O Auto do Círio 2019, recebeu as assinaturas do professor mestre Tarik Coelho, na coordenação geral; do professor-mestre Cláudio Didimano, na direção cênica, e do professor doutor Miguel Santa Brígida, na curadoria.

O Auto do Círio, é um programa de extensão universitária, que foi criado em 1993, pela Professora Zélia Amador de Deus, juntamente com Margareth Refkalefsky, com o objetivo de revitalizar o Centro Histórico de Belém por ocasião das festividades do Círio de Nossa Senhora de Nazaré, possibilitando aos artistas o exercício da prática do ensino das artes através do Teatro de Rua.

Auto do Círio compõe etapa importante dos festejos do Círio de Nazaré, que é a maior festa popular do estado do Pará. Além de já ser consagrado como patrimônio imaterial de nossa cultura, enquanto espetáculo, movimenta de forma significativa a cidade de Belém, sendo há alguns anos compreendido como homenagem dos artistas à Virgem de Nazaré. Possui destacada relevância no âmbito da extensão universitária, conferindo ampla visibilidade para a UFPA. Ancorado na espetacularidade como conceito-chave e na tríade drama-fé-carnaval como princípios norteadores da criação cênica, constitui importante acontecimento da cultura local, distinguindo-se como fenômeno brasileiro transdisciplinar, transcultural e transreligioso. Dessa forma o Programa de Extensão Auto do Círio procura estabelecer uma relação entre a comunidade e o patrimônio, que ano após ano vem consolidando a identidade da UFPA nas ações do Círio de Nossa Senhora de Nazaré.

Este programa visa também, estruturar ações junto à comunidade que, ao longo de todo o ano, venha possibilitar o desenvolvimento sociocultural, além de possibilitar um aprimoramento técnico dos envolvidos. Estas ações além de estabelecerem vínculos entre os envolvidos com o processo, visam apresentar o cortejo que homenageia Nossa Senhora de Nazaré, aproximando assim a comunidade de sua Universidade Federal.

Com o tema Maria, Mãe de Todas as Matas “, o “Vigésimo quinto Auto do Círio – Ano 2019”, vem celebrando as riquezas da Amazônia e fazendo um ato político contra todo o processo de perdas que a nossa floresta vem sofrendo nos últimos tempos, principalmente com as queimadas e processos de invasão contemporânea. Nesta edição o Auto do Círio chega a sua marca de 25 espetáculos-cortejo em homenagem à Nossa Senhora de Nazaré e é com este intuito que celebraremos estas bodas com toda alegria. O Auto do Círio, prática espetacular realizada por vários artistas de Belém do Pará, caracteriza-se como uma das iniciativas extensionistas de maior visibilidade para a Universidade Federal do Pará.

Articulando ensino, pesquisa e extensão, agrega cerca de 400 artistas em cada uma de suas edições, entre os quais aproximadamente 30 são docentes da Universidade Federal do Pará, vinculados a diferentes unidades e sub-unidades, reafirmando seu potencial artístico, cultural, pedagógico e turístico para a cidade de Belém.

Serviço: O Cortejo inicia às 19 horas, do dia 11 de outubro, na rua Dom Bosco/ Praça do Carmo, no bairro da Cidade Velha, seguindo pelas ruas Dr. Assis, rua Padre Champagnat /Largo da Sé, Rua Tomázia Perdigão até a praça D. Pedro II em frente aos Palácios Lauro Sodré e Antônio Lemos, onde acontece a apoteose e encerramento do cortejo. A Praça do Carmo fica na rua Dom Bosco, no bairro da Cidade Velha, em Belém/PA.

Texto: Tarik Coelho, coordenador geral do Auto do Círio
Foto: Agência Belém

Compatilhe !

Id:6793