Estudantes lançam longa-metragem A Besta Pop

É véspera do apocalipse. O totalitarismo, o fanatismo religioso e a alienação dominam a sociedade. Mas a aparência de ordem é contestada por jovens que tem as vidas cruzadas durante a última festa antes do fim do mundo: A Besta Pop. A história que se passa em um futuro distópico poderia ter sido rodada por grandes estúdios de Hollywood, mas a produção é paraense e surgiu do trabalho de um grupo de estudantes de Cinema e Audiovisual da UFPA.

A produção do longa-metragem começou em 2016 e envolveu mais de 100 pessoas, incluindo alunos dos cursos técnicos do Instituto de Ciências da Arte. Para João Luciano, um dos roteiristas e produtor executivo do filme, a aproximação de estudantes de diferentes formações é uma das conquistas do projeto. “Muitas pessoas foram contribuindo ao longo do filme, desde a concepção até a finalização. Foram muitos estudantes de diversos cursos, de Música, Cenografia, Teatro, Dança, Cinema, Artes Visuais e de diversas turmas. E é um dos maiores méritos do projeto ter engajado e envolvido tantos alunos diferentes. Ver que o pessoal tá querendo interagir com os outros cursos foi muito legal”.

Além da equipe técnica e atores, a Besta Pop contou com colaboração do público por meio de uma plataforma de financiamento coletivo. Foram mais de 12 mil reais arrecadados em um mês de campanha. João Luciano considera que a experiência foi um desafio e também um marco para a produção audiovisual no estado. “A campanha do Catarse surgiu como uma oportunidade de divulgar o projeto para o máximo de pessoas possível e de angariar tanto dinheiro quanto o engajamento das pessoas também. Nós sabíamos que ia circular a notícia e que se a pessoa não pudesse doar ela poderia ajudar de outra forma. E isso foi um marketing muito positivo pro projeto porque mostrou que mais gente tava acreditando nessa ideia”.

A ideia é que o ambiente cheio de neon e referências visuais oitentistas sirva também para uma reflexão sobre a sociedade e a liberdade. Além disso, a Besta Pop pode ser uma inspiração e um incentivo para novas criações paraenses. “O público pode esperar uma experiência visual diferente do que a gente é acostumado a ver sendo produzido aqui em Belém. É um filme com as suas limitações orçamentárias e de estrutura, mas eu espero que consiga alcançar as pessoas, que elas se transportem pra esse universo que a gente criou da Besta Pop e que a história não só do filme, mas como ele foi produzido que encoraje e empodere mais pessoas pra produzirem seus filmes, seus curtas, seus videoclipes. E a mensagem da união porque esse filme só foi possível com a união de muitas pessoas que acreditaram no projeto e se dedicaram muito a ele”.

Serviço: O lançamento do filme A Besta Pop ocorre na quarta-feira, 4 de julho, a partir das 16h, no Centro de Eventos Benedito Nunes, no campus do Guamá. A entrada é gratuita. Para mais informações, acesse a fanpage.

Texto: Fabrício Queiroz / Imagens: Divulgação

Compatilhe !

Id:4457