Educando e Aprendendo com Recursos Naturais Quilombolas

Nesta edição, o Universidade Multicampi fala sobre o projeto de extensão Educando e Aprendendo com Recursos Naturais Quilombolas, coordenado pelo professor Assunção Amaral, do campus da UFPA em Castanhal.

O projeto faz parte de uma ação maior do programa de extensão e pesquisa “Universidade no Quilombo”, formado por seis projetos que existem desde 2011. As atividades começaram a partir de um trabalho de pesquisa que estudantes de pedagogia fizeram na comunidade quilombola de Itaboca, no município de Inhangapi, onde foi percebida a necessidade de ações para a comunidade, devido a carência de assistência da esfera pública.

Pensando nesse cenário de invisibilização, o professor Assunção Amaral relata como o programa visa levar a universidade até essas comunidades para contribuir com atividades que variam entre esporte, lazer, educação e a questão ambiental. Atualmente, o projeto atua em quatro comunidades quilombolas do município de Inhangapi: Itaboca, Cacoal, Quatro Bocas e São Pedro.

Atuando como instrumento para a valorização das características e conhecimentos tradicionais, o projeto de extensão Educando e Aprendendo com Recursos Naturais Quilombolas, busca construir uma interação de saberes que reconheça como os conhecimentos tradicionais também são valiosos para o ambiente acadêmico, realizando ações como jogos e brincadeiras para as crianças, trabalhos pedagógicos e até fomentando a participação de jovens no processo seletivo especial quilombola.

Além das ações extensionistas, o projeto integra o Grupo de Estudos Sociedade, Cultura e Educação (GESCED), que já tem três livros publicados compostos por pesquisas e artigos produzidos a partir dos estudos realizados. São eles: “Da universidade ao quilombo: extensão, pesquisa, educação e sociabilidade na Amazônia”, “Quando a universidade vai ao Quilombo: educação, relações raciais e étnicas no Pará” e “Temas de sociedade, cultura e educação na Amazônia Brasileira do século XXI”.

Ao longo do programa, o professor Assunção Amaral fala ainda sobre como o país se encontra em uma situação delicada em relação a perpetuação de discursos antidemocráticos e preconceituosos. “Temos hoje no Brasil um pensamento e uma ação retrógrada. Essa ação institucional se faz presente e são proposições marcadamente antidemocráticas e que vão contra políticas para pobres, mulheres, homossexuais, indígenas e quilombolas. Contra os avanços democráticos no país”, afirma.

Para saber mais sobre as ações do projeto Educando e Aprendendo com Recursos Naturais Quilombolas, não perca esta edição do Universidade Multicampi.

Apresentação: Fabrício Queiroz
Produção e roteiro: Ana Rosa Batista
Gravação e montagem: João Nilo e Felipe Rocha
Supervisão e edição: Elissandra Batista e Fabrício Queiroz
Foto: Reprodução Facebook Universidade no Quilombo

O Universidade Multicampi vai ao ar às terças-feiras, às 10h e 21h.
Horários alternativos: Quinta-feira, às 15h; e Sábado, às 19h

Compatilhe !

Id:7088