Mapeamento do Português na Amazônia

O projeto “Mapeamento do Português na Amazônia” envolve pesquisa realizada em comunidades remanescentes de quilombo do município de Cametá, no nordeste do Pará.

E para falar sobre o trabalho, o Universidade Multicampi, desta semana, recebe a pesquisadora Regina Célia Cruz, doutora em Ciências Humanas e professora do curso de Letras da UFPA.

No bate-papo, a entrevistada destaca o processo da coleta de dados nas comunidades de Juaba, Mola, Tomázia e Lagoinha, ressaltando o contato com as populações locais.

De acordo com a pesquisa, foi possível identificar que a linguagem utilizada pelas comunidades possui heranças do português colonial e da língua geral da Amazônia (nheengatu) que só deixou de ser falada no século XIX.

No contexto atual, a professora conta os resultados dos projetos e do aprofundamento dos estudos da linguística no mapeamento do português na Amazônia, revelando a importância da sociolinguística no processo de pesquisa sobre o tema.

A atuação docente e a experiência da pesquisadora em países da Europa também estão na pauta do programa.

Apresentação e roteiro: Joel Cardoso

Produção: Graziela Ferreira

Supervisão e edição: Elissandra Batista e Fabrício Queiroz

Gravação e montagem: João Nilo Ferreira

 

Compatilhe !

Id:2421

  • Ronaldo Nogueira

    Pensei que fosse ao ar às 10h

    • Fabrício Queiroz

      Oi Ronaldo, Realmente houve um problema na transmissão porque o sistema entrou em conflito com o horário de verão. Mas a programação já está normalizada. Além disso, o áudio está disponível para download e pode ser ouvido a qualquer momento. Obrigado pela informação e audiência. Att