Toponímia dos municípios paraenses

Abaetetuba, Ananindeua, Capanema e Ajuruteua, além de serem nomes de municípios paraenses, essas palavras têm outra coisa em comum: são topônimos de origem Tupi, e revelam a história latente do estado do Pará com a memória e a cultura indígenas.

Quem domina essa temática é a professora da Faculdade de Letras do Campus de Castanhal da UFPA, Carmem Lúcia Reis Rodrigues, autora da pesquisa “Toponímia dos Municípios Paraenses”.

Nesta edição do Universidade Multicampi, a pesquisadora conta sobre o processo de elaboração do estudo que surgiu da experiência prévia de análise de línguas indígenas. O interesse motivou a vontade de desenvolver o tema dentro da Toponímia, área da linguística responsável por estudar os nomes de lugares, subárea da Onomástica que, por sua vez, é responsável pelo estudo de nomes próprios.

Segundo a professora Carmem Lúcia, o estudo, além de ser importante para a linguística, também ajuda a destacar e visibilizar as origens indígenas dos municípios paraenses, já que os nomes e a cultura do local contam histórias do modo de vida e as características do espaço.

Para saber detalhes do projeto “Toponímia dos Municípios Paraenses”, ouça o Universidade Multicampi.

Produção e apresentação: Joel Cardoso
Texto: Graziela Ferraira
Montagem: João Nilo Ferreira
Supervisão e edição: Elissandra Batista e Fabrício Queiroz.

O Universidade Multicampi vai ao ar todas as terças-feiras, às 10h e 21h.
Horários alternativos de exibição: quinta-feira, às 15h / Sábado, às 19h.

Compatilhe !

Id:3433