Jeff Moraes

Jeff Moraes

“Bate-Papo Musical – Jeff Moraes”

Bate-Papo Musical

Rádio Web UFPA

Jeff Moraes, ator, cantor e compositor, é o convidado desta edição do Bate-Papo Musical, especial pelos 407 anos de Belém.

Marcada por influências da cultura pop, do afro-afeto, da Amazônia e da ancestralidade, a musicalidade de Jeff Moraes tem uma relação íntima com as ruas, onde começou a cantar nas batucadas das ocupações culturais em espaços incluindo Ver-o-Peso, Feira do Açaí, Praça da República e Mercado de São Brás. “E logo eu fiquei encantado por tudo aquilo que me sondava e por entender o que eu estava fazendo naquele lugar, cantando músicas que me levavam à reflexão em relação a ser um homem preto amazônico”, relembra o artista.

Jeff Moraes destaca ainda que O CD e DVD “Tambor e Beat”, lançado em 2022, é guiado pelo som de três tambores: Djembê (Guiné-Bissau), Timbal (Bahia) e Curimbó (Amazônia). Para ele, o som das batidas e batuques desses instrumentos o fizeram perceber, mais profundamente, a conexão entre África, Brasil e Amazônia. “Eu não consigo me desvencilhar da minha ancestralidade. Eu acho que essa busca é para saber quem é esse ser afro-amazônico. Está para além da estética, está para a história escrita por trás da nossa melanina, do nosso corpo e da história de onde a gente veio. Isso tudo me instiga e fez com que eu começasse a compor”.  

Assim, Jeff Morares afirma que levar a potência do Norte para fora é sinônimo de força e resistência que precisa ainda de muito mais visibilidade. Em novembro de 2022, ele participou das comemorações do Dia da Consciência Negra, na Bahia. “Eu posso dizer, sobre a recepção do público, que o primeiro impacto foi quando eu falava sobre a Amazônia preta. Inclusive, eu cantava uma música que falava exatamente essa frase: ‘sou Amazônia preta’. Foi muito importante estar naquele lugar e dizer que a Amazônia existe e que ela também é preta”, reforça Jeff.

A paixão por Belém – Com a família da Pedreira, o bairro do samba e do amor, ao longo da entrevista, Jeff Moraes ressalta também todo o carinho e as experiências vivenciadas na capital paraense. “Eu sou apaixonado por Belém, tanto que eu amo viajar, mas uns 15 dias longe eu já começo morrer de saudade. A nossa comida e o nosso tempero são diferenciados, só tem aqui. Então eu sou apaixonado pela nossa gastronomia e gosto de comer em vários lugares da cidade. Além disso, eu amo uma beira de rio e tenho uma relação muito íntima com as águas de Belém, tanto que eu faço canoagem. E ver a cidade pela ótica do rio é mágico”, revela Jeff.          

Quer saber mais sobre o amor de Jeff Moraes por Belém e, ainda, conhecer melhor o trabalho e as músicas desse artista que tão bem representa uma nova geração de músicos da cidade, então não perde esta edição do Bate-Papo Musical especial pelos 407 anos da capital paraense. E curta sucessos como Coisa de Pele, Deixa no Repeat, Tambor e Beat, além de outros hits de Jeff Moraes.

Compatilhe !

Id:12149