Faculdade de Filosofia da UFPA: 50 anos

“Faculdade de Filosofia da UFPA: 50 anos”

UFPA Ensino

Rádio Web UFPA

A Faculdade de Filosofia da UFPA está em destaque nesta edição do UFPA Ensino. No programa, a jornalista Elissandra Batista conversa com os professores Damião Bezerra, atual diretor da FAFIL, e Antônio Sérgio Nunes, vice-diretor da Faculdade de Filosofia. Em pauta, a trajetória e as transformações da Faculdade de Filosofia da UFPA, que celebra 50 anos de existência em 2023.

A criação do curso de Filosofia da UFPA foi uma proposta do saudoso professor e filósofo Benedito Nunes, que reuniu outros estudiosos da área para forma o corpo docente da Faculdade. Nomes respeitados como os dos professores Carlos Coimbra, Terezinha Gueiros, Armando Avellar, Hidelberto Bitar e José Carlos Castro faziam parte do grupo.

Assim, a primeira modalidade ofertada no vestibular foi Licenciatura em 1974. Em 1982, foi aprovada a implantação do Bacharelado. Ao longo dos anos, o curso avançou para o ensino de pós-graduação e hoje também oferta o mestrado em Filosofia.

O professor Sérgio Nunes, que integrou uma das primeiras turmas do curso de Filosofia da UFPA, relata o contexto em que a faculdade foi criada. “Na minha época nós vivíamos o período da ditadura militar, então era sempre sobre suspensão, porque na Universidade havia muitos policias federais, que estudavam e eram infiltrados como forma de nos vigiar”, conta Sérgio Nunes.

Além disso, o professor Sérgio destaca que os alunos também tinham disciplinas diferentes, eram vinculados a outros cursos de modo que perdessem o relacionamento com colegas. Já com o final da ditadura militar surgiram as principais forças de luta em defesa dos direitos dos estudantes e pela democracia.

A Universidade estava em momento de efervescência e o curso de Filosofia foi um dos principais pilares para impulsionar o pensamento crítico e a organização dos estudantes pelo fim do regime ditatorial. Nesse contexto de desenvolvimento da Faculdade de Filosofia, o professor Damião Bezerra afirma que ao entrar na Faculdade nos anos 90 ainda pôde encontrar com os grandes nomes responsáveis pela implantação da Filosofia e que foram fundamentais para a consolidação da área, na UFPA.

“Quando eu cheguei no curso um pouco depois nós tivemos  uma mudança curricular. Mas apesar dessas mudanças curriculares o curso de Filosofia tem uma base que não muda porque são as disciplinas como a história da Filosofia, continua nessa base lógica, ética, filosofia do conhecimento”,  reforça Damião Bezerra.

Atualmente, a Faculdade de Filosofia da UFPA oferta duas modalidades, licenciatura e bacharelado. “Nós temos desafios importantes, por exemplo, garantir maior relevância para a Filosofia enquanto disciplina no Ensino Médio, precisamos que ela continue porque isso garante uma relevância social na medida em que nós vamos estar formando professores para atuar não só no Ensino Médio mas no Ensino Fundamental”, destaca o professor Damião.

Durante as cinco décadas de existência, a FAFIL já passou por diversas transformações, mais especificamente na áreas da licenciatura em função das legislações em que as disciplinas pedagógicas foram se integrando nas formações filosóficas.

“O que a Filosofia nos promove é justamente a reflexão crítica, saber e aprender como perceber criticamente as coisas. E perceber criticamente, é você comparar e colocar em oposição, perceber contradições  e indagar a forma com que as coisas se dão. Então isso é pensar criticamente e isso é filosofia”, explica Sérgio Nunes.

Para saber mais sobre as conquistas e transformações da Faculdade de Filosofia da UFPA, além das pesquisas e projetos de extensão desenvolvidos pela graduação e pós-graduação, não perca esta edição do UFPA Ensino.

Compartilhe !

Id:14558